Image
04 Fev

Glúten: o que você precisa saber?

Glúten é um assunto controverso. Há médicos que dizem que ele deve ser cortado da alimentação somente de pessoas celíacas, porém há quem diga que a retirada do glúten deveria ser feita também por não celíacos, devido ao seu complexo processo de digestão no nosso organismo, que causaria em algumas pessoas uma sensibilidade não celíaca ao glúten. Mas o que é o glúten?

É um composto de proteínas formado principalmente pela gliadina e glutenina, presente no trigo, centeio, cevada, malte. A aveia naturalmente não tem glúten, mas como normalmente ela é processada no mesmo maquinário do trigo, ocorre a contaminação cruzada. Porém, é possível encontrar marcas que se utilizam de outro processo para que a aveia não contenha glúten.

Glúten: o que você precisa saber?

A doença celíaca

Muitos especialistas dizem que o termo intolerância ao glúten para doença celíaca é equivocado. Para saber as diferenças entre alergia e intolerância: https://www.graodemaria.com.br/artigo/alergias-e-intolerancias-alimentares-qual-a-diferenca

A doença celíaca é a alergia ao glúten, que atinge pessoas com predisposição genética. Ela se caracteriza “por uma inflamação grave no intestino delgado e atrofia das vilosidades de sua mucosa, causando prejuízo na absorção dos nutrientes, vitaminas, sais minerais e água”, de acordo com estudo feito pela Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (FENACELBRA).

Ainda segundo a FENACELBRA, os principais sintomas são:

Forma Clássica: diarreia crônica (que dura mais de 30 dias), dor de barriga, barriga inchada, humor alterado (irritabilidade ou apatia), perda de apetite, desnutrição, anemia, vômitos, emagrecimento ou pouco ganho de peso, atraso no crescimento.

Forma Atípica: osteoporose, hipoplasia do esmalte dentário (manchas no dente), inflamação nas juntas (artrite), intestino preso, ciclo menstrual irregular, esterilidade, abortos de repetição, problemas neurológicos, epilepsia, doença muscular, problemas psiquiátricos, como depressão e esquizofrenia, e ainda autismo, aftas (úlceras na boca que se repetem frequentemente).

A dermatite herpetiforme é considerada a doença celíaca da pele, que se caracteriza por bolhas avermelhadas nas pernas, joelhos, cotovelos, etc. Daí a importância do diagnóstico precoce, para saber mais clique aqui:

 

 

Em ao menos um ponto os médicos concordam: celíacos precisam retirar completamente o glúten da dieta por toda a vida. Mesmo não havendo consenso sobre a retirada ou não do glúten por não celíacos, existem pesquisas que sugerem que a exclusão do glúten traz benefícios também para portadores de algumas doenças crônicas, como a obesidade, e ainda a redução na incidência de diabetes mellitus tipo 1.

Portanto, que tal incluir na sua alimentação produtos livres de glúten? A exemplo de biscoito de polvilho, tapioca, pipoca, macarrão de arroz, amaranto, fubá, mandioca, linhaça, trigo sarraceno, cacau.

No GRÃO DE MARIA todos os produtos são livres de glúten. Uma boa pedida é experimentar o nosso pãozinho de mandioca, que aliás é um sucesso!

 

Fontes de pesquisa:

 

 

Image
Juliana Veiga

É produtora cultural e pesquisadora, com mestrado em Cultura e Territorialidades pela UFF. Cultiva temperos orgânicos em casa, ama bichos, faz reiki, é adepta do uso de florais e tem interesse no que torna a vida mais leve e saudável.

Follow

Comentários

Enviando Comentário